Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Frente Comum quer subsídio para todos em junho porque "não há portugueses de primeira e de segunda"

Lusa

  • 333

Redação, 24 abr (Lusa) -- A Frente Comum dos Sindicatos da Função Pública defende que o subsídio seja pago na íntegra, em junho, a todos os trabalhadores e pensionistas do Estado, salientando que "não há portugueses de primeira nem de segunda".

Em declarações à agência Lusa, a coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila, comentava a decisão do Governo de pagar o subsídio, na totalidade, em junho aos funcionários públicos e em julho aos pensionistas apenas nos casos em que os rendimentos são inferiores a 600 euros.

Já os trabalhadores e os reformados do Estado com remunerações entre 600 e 1.100 euros receberão também o subsídio de Natal em junho e julho, respetivamente, mas com os cortes previstos no Orçamento do Estado para 2013.