Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Freeport: Ministério Público diz que não há indícios para reabrir caso

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 out (Lusa) - Os magistrados que investigaram o chamado Caso Freeport decidiram que não havia indícos que permitissem a reabertura do processo, pelo que este foi arquivado, segundo a Procuradoria Geral da República.

O Tribunal do Barreiro tinha em julho absolvido os dois arguidos do processo Freeport, Manuel Pedro e Charles Smith, de tentativa de extorsão, tendo extraido na altura uma certidão para averiguar alegados pagamentos ilegais dentro do Ministério do Ambiente.

Na altura, o coletivo de juizes, liderado por Afonso Andrade, considerou que do julgamento resultaram fortes indícios que existiram pagamentos dentro do Ministério do Ambiente e da Administração Pública, tendo por base os depoimentos de três testemunhas que referiram que o antigo primeiro-ministro José Sócrates [na altura ministro do Ambiente] tinha recebido pagamentos em dinheiro para viabilizar o projeto do outlet de Alcochete.