Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Freeport: Coarguido admite pedido de 2 milhões e atribui-o a advogado José Gandarez

Lusa

  • 333

Barreiro, 09 jul (Lusa) - O coarguido no processo Freeport Manuel Pedro admitiu hoje terem sido pedidos dois milhões para a viabilização da construção daquele espaço comercial em Alcochete dois dias antes do segundo chumbo de impacto ambiental.

Manuel Pedro - que falava hoje no Tribunal do Barreiro, quatro meses depois do início do julgamento -, não precisou em que moeda foi feito aquele pedido (euros, contos ou libras), sublinhando, porém, não ter "dúvida" de que o referido montante foi solicitado pelo advogado José Gandarez [genro do ex-ministro da Economia do PS Mário Cristina de Sousa].

Manuel Pedro e Charles Smith são coarguidos no âmbito do processo Freeport, que teve origem em alegadas ilegalidades na alteração da Zona de Proteção Especial do Estuário do Tejo (ZPET).