Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Francisco Louçã diz que Portugal não devia pagar juros da dívida

Lusa

  • 333

Almada, 27 out (Lusa) - O coordenador do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, defendeu na sexta-feira que Portugal devia deixar de pagar os juros do empréstimo ao abrigo do memorando com a 'troika', constituída pela Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional.

"É preciso recusar a 'troika' e o memorando para recuperar capacidade de investimento, para a criação de emprego e para sairmos de um ciclo infernal, que se está a viver de dois em dois meses, com estas visitas de inspeção [da 'troika'], que significam mais impostos, mais dificuldades, mais fanatismo, mais perseguição aos trabalhadores e aos desempregados. E isso é inaceitável", disse.

Francisco Louçã falava numa sessão pública sob o lema "Expulsar a 'troika', recusar o orçamento", que reuniu centenas de pessoas no Auditório do Estádio Municipal José Martins Vieira, na Cova da Piedade, em Almada.