Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fragilidades do ensino superior preocupam governo moçambicano

Lusa

  • 333

Chimoio, 15 nov (Lusa) - O Governo moçambicano manifestou-se "insatisfeito" com a qualidade e infraestruturas do ensino superior em várias instituições instaladas no país, recomendando uma correcção para as alinhar com as conjunturas do crescimento do país.

Falando na quarta-feira em Chimoio, centro de Moçambique, Arlindo Chilundo, vice-ministro da Educação, deplorou a atual qualidade de ensino superior, a qualificação dos docentes e a inexistência de infraestruturas, equipamento e laboratórios adequados para responder à dinâmica que, disse, exige o subsistema de ensino.

"Ainda vemos instituições sem salas de aulas apropriadas, equipamentos adequados aos cursos que se oferecem, docentes licenciados a leccionarem licenciatura. O ensino superior de qualidade é possível com a combinação de professores, infraestruturas e equipamentos", disse à Lusa Arlindo Chilundo.