Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fórum Manifesto decide manter-se como corrente autónoma do Bloco de Esquerda

Lusa

  • 333

Lisboa, 16 mar (Lusa) - A corrente do Bloco de Esquerda "Fórum Manifesto" decidiu hoje, por maioria, manter-se como associação autónoma, recusando a sua extinção para integrar a "plataforma Socialismo", proposta pelo ex-líder Francisco Louçã e pelo coordenador João Semedo.

A decisão do Fórum Manifesto - associação que resulta do movimento Política XXI fundado por Miguel Portas - foi tomada numa reunião do conselho geral e segue-se à opção também já assumida pela UDP de não abdicar da sua existência como associação política.

Na posição maioritária de manter o "Fórum Manifesto" estiveram dirigentes do Bloco de Esquerda como Ana Drago e Rogério Moreira, enquanto a integração na corrente "plataforma Socialismo" foi defendida minoritariamente pela eurodeputada Marisa Matias e pelos dirigentes José Guilherme Gusmão e Miguel Cardina.