Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FNE não vê razões para requisição civil durante exames nacionais

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 jun (Lusa) -- O secretário-geral da Federação Nacional de Educação, João Dias da Silva, considerou hoje que não há razão para o Governo avançar com uma requisição civil para garantir a realização do exame de Português no dia 17.

O ministro da Educação, Nuno Crato, admitiu na terça-feira, em entrevista à TVI24, recorrer à requisição civil para que os exames nacionais, que estão em risco devido à greve dos professores.

"Discordamos do recurso à utilização desse pesado argumento para obrigar a realização dos serviços mínimos pois achamos que não está em causa uma situação que possa compaginar com uma situação dessa natureza", disse à agência Lusa João Dias da Silva.