Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FMI/Cortes: Sugestões nas pensões vão de cortes de 10% a 15% a aumentar para 66 anos idade da reforma

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 jan (Lusa) -- O Fundo Monetário Internacional defende mudanças no sistema de pensões, como cortes transversais entre 10% e 15%, o aumento da idade da reforma para os 66 anos ou o pagamento dos subsídios apenas caso a economia cresça determinado valor.

As opções colocadas pelo FMI no relatório encomendado pelo Governo sobre a despesa do Estado, surgem em três grupos de medidas, mas é sublinhado que é indispensável atuar nesta área caso se queiram cumprir as metas de redução de despesa a que as autoridades se propuseram.

Um primeiro cenário envolveria um corte transversal temporário para todas as pensões de 10%, o que daria uma poupança na ordem dos 2,25 mil milhões de euros. No entanto esta opção é vista pelo fundo como arriscada, porque posteriormente levaria a novas rondas de medidas durante a próxima década.