Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FMI/Cortes: Frente Comum decide novas formas de luta dia 15

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 jan (Lusa) -- A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública convou uma reunião para 15 de janeiro (terça-feira) para "tomar uma posição e ver como vai responder" às medidas propostas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), afirmou hoje a sindicalista Ana Avoila.

Sublinhando que a Frente Comum "repudia a brutalidade prevista" no estudo do FMI, feito a pedido do Governo, e divulgado na quarta-feira, Ana Avoila disse que é com "indignação" que a estrutura sindical tomou conhecimento destas medidas, mas não com surpresa.

"Tínhamos noção de que iam aparecer propostas para [os cortes] serem na administração pública. Não fomos apanhados de surpresa, a única surpresa que tive foi o tempo" em que estas medidas foram anunciadas, afirmou hoje a dirigente sindical, em conferência de imprensa, em Lisboa.