Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FMI: "Países da periferia" da zona euro precisam de apoio para continuar "reformas estruturais"

Lusa

  • 333

Washington, 16 jul (Lusa) - Os "países da periferia" da zona euro devem prosseguir as suas reformas estruturais, mas vão precisar de apoio "económico e financeiro" das instituições europeias, defende o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Numa atualização ao seu "Outlook" (publicação sobre perspetivas económicas) hoje divulgada, o Fundo aponta a resolução da crise na zona euro como "a mais urgente prioridade" a nível mundial.

O FMI considera que as medidas saídas da cimeira europeia do mês passado foram um passo positivo: "É de importância primordial a aplicação atempada destas medidas, juntamente com novos avanços na união bancária e na união orçamental."