Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FMI diz que "teria feito o mesmo" no 1.º resgate à Grécia

Lusa

  • 333

Washington, 06 jun (Lusa) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) esclareceu hoje que os "erros" no primeiro resgate à Grécia devem ser avaliados no contexto de uma "crise excecional" e da urgência em atuar, considerando que, com a mesma informação, "teria feito o mesmo".

"O relatório avalia como se podiam ter feito as coisas de maneira diferente. Mas, neste momento, com a mesma informação, teríamos feito o mesmo", afirmou Gerry Rice, porta-voz do Fundo, na sua conferência de imprensa diária, respondendo às perguntas dos jornalistas sobre o documento divulgado na quarta-feira em que o FMI reconhece "falhanços notáveis" no primeiro programa de resgate da Grécia.

No entanto, Gerry Rice afirmou que "há que recordar a intensa crise da Grécia, em muitos casos sem precedentes, e que era preciso atuar rapidamente", enfatizando que "é importante avaliar o contexto".