Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FMI diz que Birmânia pode vir a ser novo "motor económico" da Ásia

Lusa

  • 333

Washington, 21 nov (Lusa) - A Birmânia pode tornar-se o novo "motor económico" da Ásia se concretizar um programa de reformas profundo, defendeu hoje a chefe de missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) no país do sudeste asiático.

"Se houver empenho em reformas profundas, a Birmânia tem potencial para melhorar as condições de vida da população de uma forma sem precedentes e assumir-se como a nova estrela em ascensão na Ásia", disse Meral Karasulu, num comunicado divulgado em Washington, referindo também que a Birmânia poderá receber em 2013 um programa do FMI de acompanhamento do programa de reformas do governo birmanês.

Karasulu - que nas últimas semanas conduziu negociações com o ministro das Finanças, com o presidente do Banco Central e com outros responsáveis governamentais birmaneses - disse que a Birmânia deu "passos rápidos" no caminho da modernização da economia desde que a junta militar que governava o país cedeu o poder em 2011, mas ressalvou que "o governo (birmanês) reconhece que ainda há um longo percurso a fazer".