Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fisioterapia em Alcoitão ajuda doentes com cancro da mama após mastectomia

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 set (Lusa) -- Quase dez anos depois de remover uma mama na sequência de um tumor, Maria da Luz começou a ter o braço incapacitado e com dores que a impediam de fazer uma vida normal.

Foi esta limitação que a conduziu ao Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão e a fez conhecer como a fisioterapia pode ajudar mulheres submetidas a mastectomias.

"Há 10 anos tive de fazer uma operação para tirar os gânglios linfáticos. Passados nove anos, o braço começou a inchar, por falta de circulação da linfa, e com dificuldade de movimentação. Era muito limitativo. Não levantava 60% do braço", conta Maria da Luz, que se encontra novamente a defrontar a doença oncológica, que reincidiu.