Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fisco: Portugueses "libertam-se" de impostos no domingo

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 jun (Lusa) - Tudo o que os portugueses ganharam até domingo, 03 de junho, equivale, em média, aos impostos relativos ao ano de 2012, de acordo com um relatório da organização New Direction - Fundação para a Reforma Europeia.

Em média, os portugueses têm de trabalhar 155 dias este ano para pagar os seus impostos, mais cinco dias do que em 2011, estando entre os 10 países dos 27 Estados Membros da União Europeia (UE) que menos dias têm de trabalhar para cumprir as suas obrigações fiscais e celebrar, assim, o Dia da Libertação de Impostos (DLI), um conceito que tem sido explorado nos últimos anos.

De acordo com o relatório "The tax burden of typical workers in the EU 27" ('O fardo fiscal dos trabalhadores médios na Europa a 27'), divulgado no final de maio, Malta é o país que menos dias tem de trabalhar (11 de abril), seguindo-se o Chipre (10 de maio), a Irlanda (11 de maio) e o Reino Unido (12 de maio).