Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fiscalização das atividades económicas e financeiras "está em perigo" - Inspetores

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 nov (Lusa) -- Um dos membros da comissão instaladora da Federação Nacional dos Inspetores do Estado disse hoje que a fiscalização das atividades económicas e financeiras "está em perigo", devido à falta de meios e de pessoal, principalmente no interior do país.

"Com a deficiência de meios e de pessoal o Estado regulador está em perigo e obviamente que a sociedade portuguesa, os consumidores e os contribuintes estão também em perigo", afirmou à agência Lusa o inspetor José Machado de Almeida, no dia em que a Federação Nacional dos Inspetores do Estado é formalmente constituída.

Esse perigo significa, segundo o mesmo responsável, que os produtos consumidos "não são os corretos, os impostos não sejam pagos equilibradamente e equitativamente por toda a gente, as contribuições da segurança social não sejam também pagas como devem ser e os trabalhadores não tenham a devida regulação e não sejam protegidos, face a entidades patronais que, de alguma forma, violam as leis e normas regulamentadas".