Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Finanças rejeitam que novo regime de comunicação afete fornecimento de mercadorias

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 mar (Lusa) -- A Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais rejeitou hoje que o novo regime de comunicação de documentos de transporte de mercadorias introduza novas obrigações e salientou que não vai atingir o fornecimento de bens ao consumidor final.

De acordo com informações prestadas por fonte oficial das Finanças, a concretização do novo sistema "não determinará a perturbação nas cadeias de fornecimento de mercadorias. O sistema foi concebido, e está a ser implementado, para tornar mais simples, rápido e económico, o cumprimento da obrigação da emissão de documentos de transporte pelas empresas".

Em comunicado, a Federação Nacional das Cooperativas de Produtores de Leite (FENALAC) alertou hoje para a possível quebra de fornecimento de leite e laticínios a partir de maio e disse ter enviado, a 04 de fevereiro, um pedido às Finanças sobre a nova legislação, "que obriga à comunicação prévia [junto] daquela autoridade de qualquer movimentação de mercadorias, solicitando uma exceção para o caso da recolha de leite", não tendo obtido qualquer resposta.