Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fim de benefícios fiscais ao gasóleo seria "suicida" - Associação Comercial de Barcelos

Lusa

  • 333

Barcelos, 17 mai (Lusa) - O presidente da Associação Comercial e Industrial de Barcelos (ACIB), João Albuquerque, afirmou hoje que o eventual fim dos benefícios fiscais ao gasóleo seria uma medida "injusta e suicida", que "simplesmente pararia o país".

"Desde logo, era injustiça porque quem compra um carro a gasóleo já pagou mais imposto e, assim, seria duplamente penalizado", disse João Albuquerque à agência Lusa.

Acrescentou que a medida seria também "suicida" porque, "no estado em que a economia se encontra, o fim dos benefícios fiscais significaria um aumento muito significativo do preço do gasóleo, o combustível mais usado em Portugal, com quase 80 por cento do consumo".