Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FIFA rejeita recurso de Mohamed Bin Hammam

Lusa

  • 333

Lausana, Suíça, 31 out (Lusa) -- Mohamed Bin Hammam, antigo presidente da Confederação Asiática de Futebol, perdeu o recurso contra a proibição temporária de exercer atividades ligadas ao futebol, imposta pela FIFA, anunciou hoje o Tribunal Arbitral do Desporto.

O organismo que tutela o futebol mundial está atualmente a investigar o multimilionário do Qatar, alegadamente por suspeitas de suborno e má gestão financeira.

Em julho de 2012, Hammam, que desempenhou um papel preponderante na surpreendente vitória do Qatar na conquista da organização do Mundial de 2022, havia já sido banido pela FIFA de exercer atividades relacionadas com o futebol, depois de ter sido acusado e considerado culpado de corrupção durante a campanha eleitoral para substituir Joseph Blatter, presidente da FIFA desde 1998.