Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FESAP avança na quarta-feira com providência cautelar contra 40 horas

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 set (Lusa) -- A Federação Sindical da Administração Pública (Fesap) vai entregar na quarta-feira uma providência cautelar para tentar travar o aumento do horário de trabalho no Estado para as 40 horas semanais, disse à Lusa fonte sindical.

"É a primeira vez em Portugal que se reduzem os salários e se aumentam os horários de trabalho dos funcionários públicos", afirmou o dirigente da Fesap, José Abraão.

De acordo com o sindicalista, trata-se de "uma redução unilateral do valor pago por hora e consequente redução do vencimento", uma situação considerada inaceitável pela estrutura sindical e que se traduz numa "alteração do funcionamento e das rotinas dos serviços" do Estado.