Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ferreira Leite diz que se negociasse com a 'troika', "no mínimo, gritava"

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 mai (Lusa) - A ex-presidente do PSD Manuela Ferreira Leite considerou hoje que Portugal não tem futuro com a atual política económica e afirmou que, se lhe coubesse negociar com a 'troika', "no mínimo, gritava".

"Às vezes perguntam-me o que é que eu faria se lá estivesse. No mínimo, gritava, para alguém ouvir. Não ficava calada de certeza absoluta", afirmou Manuela Ferreira Leite, defendendo que, embora não seja fácil, "há com certeza margem de negociação" com a 'troika'.

A antiga ministra das Finanças, que falava no início de um jantar-debate no Grémio Literário, em Lisboa, dedicado ao tema "Portugal: o presente tem futuro?", respondeu a esta pergunta da seguinte forma: "Eu diria que o presente não tem mesmo futuro nenhum. Ou se altera a atual política económica que tem estado a ser seguida, ou o presente não tem futuro".