Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fernão de Magalhães: Historiador defende naturalidade do navegador em Ponte da Barca (c/FOTOS)

Lusa

Porto, 22 Mai (Lusa) - O historiador Amândio Barros, vencedor de vários prémios devido aos seus estudos sobre os Descobrimentos, apresenta sábado em Ponte da Barca um livro onde defende que Fernão de Magalhães era natural deste concelho e não do Porto ou de Sabrosa.

Porto, 22 Mai (Lusa) - O historiador Amândio Barros, vencedor de vários prémios devido aos seus estudos sobre os Descobrimentos, apresenta sábado em Ponte da Barca um livro onde defende que Fernão de Magalhães era natural deste concelho e não do Porto ou de Sabrosa.

Amândio Barros, investigador da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e especialista em história marítima dos séculos XV e XVI, apresenta no livro "A naturalidade de Fernão de Magalhães revisitada" documentos inéditos que, na sua opinião, indicam que o navegador era oriundo de Ponte da Barca.

Curiosamente, o historiador começou o seu trabalho de investigação deste tema a convite da Câmara de Sabrosa, em Trás-os-Montes, mas rapidamente viu que não podia seguir esse caminho.