Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Férias: Em tempos marcados pela crise, Alqueva ainda espera pelo avanço dos grandes projetos turísticos

Lusa

  • 333

Évora, 24 jun (Lusa) -- Dos projetos turísticos anunciados para as margens do Alqueva, só o Roncão d'El Rei, liderado por José Roquette, iniciou obras. Autarcas, promotores e representantes do setor culpam a crise e pedem que sejam desbloqueados apoios financeiros.

"A questão fundamental é, de facto, a dos apoios, em primeiro lugar da parte do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN)", frisou hoje à Agência Lusa José António Uva, da Associação de Promotores do Alqueva (APA).

Para o responsável, ligado também ao projeto da Herdade de São Lourenço do Barrocal (Reguengos de Monsaraz), que aguarda aprovação da candidatura ao QREN e quer arrancar com obras em 2013, é necessário financiamento bancário e comunitário. "É fundamental que os bancos apoiem estes projetos que têm sustentabilidade económica e turística. Mas, com o acesso ao financiamento bancário totalmente condicionado, tem de haver apoio de programas de financiamento como o QREN", acentuou.