Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fenprof critica ministro por acusar docentes de falta de interesse

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 set (Lusa) -- O secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Mário Nogueira, considerou hoje "inadmissível" que o ministro da Educação tenha justificado a existência de mil horários completos por preencher nas escolas com a falta de interesse dos docentes.

Em declarações hoje à agência Lusa, Mário Nogueira afirmou que o que o ministro fez foi "tentar limpar a sua imagem" e disse algumas "inverdades".

O ministro da Educação, Nuno Crato, declarou na quinta-feira em entrevista à SIC que, terminado o concurso de colocação de professores por contratação inicial e reserva de recrutamento, ainda há cerca de mil horários completos por preencher nas escolas, que atribuiu à falta de interesse manifestada pelos professores para os preencher.