Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Federações do PS do Norte criticam silêncio da tutela sobre cortes na Lusa e admitem recorrer à justiça

Lusa

  • 333

Porto, 08 out (Lusa) -- As federações socialistas do Porto, Braga, Bragança, Viana do Castelo e Vila Real exigiram hoje o fim do silêncio da tutela relativamente aos cortes anunciados na agência Lusa, admitindo "recorrer às instâncias judiciais para que se cumpra a democracia".

A Comissão de Trabalhadores da agência Lusa foi recebida na quarta-feira pelo ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, que confirmou ser intenção do Governo cortar 30% do financiamento do Estado à agência no contrato-programa para 2013, que passaria a ser de 10,8 milhões de euros anuais.

Hoje, em comunicado conjunto das cinco federações do PS do Norte - Porto, Braga, Bragança, Viana do Castelo e Vila Real -- os socialistas consideram "o corte previsto brutal" e alertam que "terá adversas consequências na atividade e no papel essencial de serviço público prestado" pela Lusa, sublinhando "a mais séria preocupação pelo destino da agência nacional de notícias, assim como dos postos de trabalho ameaçados por este corte mal ponderado".