Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Federação angolana de desportos motorizados critica agressões a piloto português

Lusa

  • 333

Luanda, 28 mai (Lusa) - A Federação Angolana de Desportos Motorizados (FADM) lamentou em comunicado os atos de vandalismo e agressões a um piloto português após o acidente registado domingo numa prova de automobilismo em Benguela, em que morreram duas pessoas.

O acidente ocorreu quando o Porsche 911 GT3 pilotado por Luís Almeida entrou numa escapatória onde não devia estar ninguém e atropelou mortalmente duas crianças e feriu 17 pessoas, algumas com gravidade.

No comunicado, assinado por Ramiro Barreira, primeiro vice-presidente da FADM, manifesta-se o "profundo descontentamento" da FADM "pela reação de vandalismo de certos indivíduos que em face do sucedido destruíram selvaticamente a viatura e agrediram o piloto".