Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Familiares de reféns franceses em África apelam ao Governo para negociar com Al-Qaida

Lusa

  • 333

Rennes, França 03 mar (Lusa) - Os familiares de quatro franceses sequestrados por islamitas em África apelaram hoje ao governo francês para negociar com a Al-Qaida do Magrebe Islâmico (Aqmi), considerando que os reféns não poderão ser salvos por operações militares.

"A França deve dar à Aqmi sinais claros, mostrando vontade de negociar em parceria com as empresas Areva e Vinci" para quem trabalhavam os reféns, referem em comunicado os familiares dos sequestrados.

Os quatro homens foram sequestrados a 16 de setembro de 2010 pela Al-Qaida do Magrebe Islâmico no norte do Níger, numa mina de urânio em Arlit.