Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Famalicão: "Caso das orgias" com sentença parcialmente anulada, Relação pede melhor fundamentação

Lusa

  • 333

Famalicão, 06 set (Lusa) -- O Tribunal da Relação do Porto anulou parcialmente a decisão do Tribunal de Famalicão sobre o "caso das orgias", remetendo o processo à primeira instância, para uma "melhor fundamentação" da pena.

No Tribunal de Famalicão, o arguido foi condenado a seis anos e nove meses de prisão, por obrigar a mulher a participar em orgias sexuais, sob ameaça de armas brancas e de fogo.

Aquela pena foi o cúmulo jurídico de um crime de violência doméstica (quatro anos e três meses) e de dois crimes de detenção ilegal de arma (três anos e quatro meses por um deles e um ano e 10 meses pelo outro).