Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fado/UNESCO: Candidatura é "essencial" para salvaguarda do património - Ricardo Ribeiro

Lusa

Lisboa, 21 nov (Lusa) - O fadista Ricardo Ribeiro, que este ano é distinguido com o Prémio Amália para o Melhor Intérprete, definiu como "essencial" a candidatura do Fado a Património Imaterial da Humanidade no sentido de salvaguarda do "património acumulado".

"Na prática fadista do dia a dia não vai alterar a verdade de uma canção", mas irá "ajudar a preservar, a manter e assegurar determinado património do qual andamos todos cá a viver", disse à Lusa o criador de "Porta do Coração".

"Esse que é o património: Armandinho, Jaime Santos, Alfredo Marceneiro, Joaquim Campos, Júlio Proença, Martinho d'Assunção, Raul Nery, Francisco Carvalhinho, Amália Rodrigues, para citar alguns", disse Ricardo Ribeiro.