Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Face Oculta: Manuel Godinho queixa-se de ter sido prejudicado nos negócios com a EDP

Lusa

  • 333

Aveiro, 07 ago (Lusa) - A defesa de Manuel Godinho, o principal arguido no caso "Face Oculta", procurou hoje demonstrar que ao contrário do que diz a acusação, o sucateiro foi prejudicado nos negócios com a EDP.

Durante a 150.ª sessão do julgamento, que está a decorrer no Tribunal de Aveiro, a defesa de Manuel Godinho requereu a junção aos autos de documentos que comprovam que o sucateiro terá pago à EDP Valor "um preço muito superior ao devido", pelo levantamento de um transformador da subestação de Mogofores, em Anadia.

De acordo com estes documentos, a EDP Valor imputou ao referido transformador o peso líquido de 23,3 toneladas, mas a estrutura metálica do equipamento (a parte levantada e faturada à empresa O2, de Manuel Godinho) pesava apenas 13,7 toneladas, correspondendo o restante ao óleo nele contido.