Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Extensão das maturidades depende de nota positiva na 7.ª avaliação - Vítor Gaspar

Lusa

  • 333

Dublin, 12 abr (Lusa) -- A extensão das maturidades do empréstimo europeu concedido a Portugal depende da conclusão bem-sucedida da sétima avaliação da 'troika' à aplicação do programa de ajustamento português, explicou hoje, em Dublin, o ministro das Finanças.

Vítor Gaspar disse aos jornalistas que, durante as reuniões de hoje dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) e da União Europeia (Ecofin) foi alcançado um acordo de princípio para a extensão, por sete anos, das maturidades dos empréstimos europeus concedidos a Portugal e à Irlanda.

"Foi acordado em princípio, e sujeito aos processos nacionais de validação parlamentar, sempre que apropriado, estender as maturidades dos empréstimos oficiais europeus por sete anos", afirmou o ministro.