Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Exibidora Socorama pediu insolvência, sindicato considera decisão de "má fé"

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 fev (Lusa) - A exibidora Socorama Cinemas SA deu entrada em tribunal com um pedido de falência alegando 12 milhões de euros de dívida, uma decisão que o sindicato de trabalhadores classificou à Lusa de "expectável", mas "de má fé".

O jornal Público noticia hoje que a exibidora de cinema pediu insolvência na terça-feira, citando o administrador João Paulo Abreu, que alega dívidas de 12 milhões de euros a fornecedores, entidades bancárias e a trabalhadores.

Em janeiro, a Socorama anunciou o encerramento de quase metade das 106 salas de cinema que explora em todo o país, levando ao despedimento de 75 trabalhadores.