Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Exército mantém no ativo militares acusados por morte de jovem em quartel de Gaia

Lusa

  • 333

Porto, 22 out (Lusa) -- O Exército desconhece o despacho de acusação relacionado com a morte de uma rapariga no quartel da serra do Pilar, em Gaia, e mantém em funções os quatro militares que o Ministério Público incrimina, disse hoje fonte da instituição.

"Neste momento, o Exército desconhece o teor da acusação deduzida pelo Ministério Público contra os quatro militares, pelo que não é correto pronunciar-se sobre o assunto", afirmou o porta-voz daquele ramo das Forças Armadas, tenente-coronel Jorge Pedro.

O Exército, que desconhece também um relatório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto sobre a matéria, com conclusões similares ao despacho de acusação, mantém os quatro militares acusados em funções, salvaguardando assim o princípio da presunção de inocência, acrescentou a fonte.