Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Execução orçamental: Vítor Gaspar admite "aumento significativo nos riscos e incertezas"

Lusa

  • 333

Luxemburgo, 21 jun (Lusa) -- O ministro das Finanças admitiu hoje que os dados disponíveis sobre a execução orçamental, que serão apresentados na sexta-feira, traduzem "um aumento significativo nos riscos e incertezas", mas reafirmou o objetivo de cumprir o défice para 2012.

Vítor Gaspar, que falava no Luxemburgo, no final de uma reunião dos ministros das Finanças da zona euro, indicou que "a informação disponível sobre o comportamento das receitas não é positivo", pois "de facto, verificaram-se valores abaixo do esperado para a receita fiscal e para as contribuições para a segurança social".

"Estes dados disponíveis traduzem um aumento significativo nos riscos e incertezas que estão associadas às expetativas orçamentais. O Governo está determinado a cumprir o teto para o défice de 4,5 por cento para 2012, mas estamos totalmente conscientes de que o esforço necessário para atingir este valor é muito importante", declarou.