Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Exames: Atrasos estão a ter "consequências gravíssimas" na saúde dos utentes - Laboratórios

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 jun (Lusa) -- O presidente da Associação Nacional de Laboratórios (ANL) denunciou hoje atrasos na obtenção de exames realizados nos hospitais e centros de saúde que estarão a ter "consequências gravíssimas" na saúde dos utentes que são diagnosticados tardiamente.

"O atraso no diagnóstico tem consequências gravíssimas. Já há casos -- nomeadamente na Guarda e em Portalegre -- em que devido a um diagnóstico feito tardiamente o doente tem de ser internado no momento em que é diagnosticado, o que tem custos mais elevados para o utente e o Estado", disse António Taveira.

Em entrevista à Agência Lusa, o presidente da ANL responsabiliza o Governo por esta situação devido ao despacho que determinou que "os hospitais que integram o Serviço Nacional de Saúde (SNS) devem assegurar a realização dos Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT) necessários aos seus utentes como regra".