Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ex-presidente Musharraf vai manter-se sob prisão domiciliária durante eleições no Paquistão

Lusa

  • 333

Rawalpindi, Paquistão, 30 abr (Lusa) -- O ex-presidente do Paquistão Pervez Musharraf, acusado no âmbito do assassinato da antiga primeira-ministra Benazir Bhutto, vai continuar em prisão domiciliária durante as eleições legislativas do país, marcadas para 11 de maio, decretou hoje um tribunal paquistanês.

Pervez Musharraf, que regressou, no mês passado, do exílio de quatros anos, na esperança de poder participar nas eleições legislativas, foi interpelado pela justiça paquistanesa logo depois do seu retorno, a qual ordenou, a 18 de abril, a sua detenção.

Um tribunal paquistanês decretou recentemente que Pervez Musharraf ficaria em prisão domiciliária até 04 de maio, no âmbito de um caso de demissão de juízes quando estava no poder em 2007.