Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ex-PR moçambicano Joaquim Chissano condena caça furtiva ao rinoceronte "a mando de poderosos"

Lusa

  • 333

Maputo, 13 mai (Lusda) - O ex-Presidente moçambicano Joaquim Chissano condenou no domingo a crescente caça furtiva ao rinoceronte no país e advertiu para os jovens que morrem nessa atividade ilegal, "a mando de poderosos".

"Condeno a caça furtiva e condeno aqueles que aliciam jovens para irem caçar porque, ao fim ao cabo, os troféus que eles trazem não são para eles", disse Chissano, falando à margem da peregrinação ao Santuário Nossa Senhora de Fátima da Namaacha, província de Maputo.

"Há alguém que faz muito dinheiro (com a caça), mas aqueles que morrem, muitas vezes são jovens que inocentemente vão para isso pensando que fazem vida fácil, ganham dinheiro fácil, mas perdem a vida", frisou o antigo Presidente moçambicano, citado pela Rádio Moçambique.