Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ex-PM de Moçambique arrependido de ter aceitado decisão do Banco Mundial sobre caju

Lusa

  • 333

Maputo, 27 mar (Lusa) - O ex-primeiro moçambicano Pascoal Mocumbi manifestou-se arrependido de ter aceitado a decisão do Banco Mundial (BM) sobre a liberalização da castanha de caju no país, que, disse, sabia que "era errada".

Em 1995, na sequência dos planos de ajuda financeira a Moçambique, o BM impôs a liberalização das exportações de caju, que, até então, obrigavam ao seu processamento pela indústria nacional.

Em resultado, a indústria do caju desapareceu de Moçambique, com o fecho das fábricas e o desemprego para milhares de operários.