Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ex-ministro brasileiro José Dirceu condenado a dez anos de prisão no caso 'mensalão'

Lusa

  • 333

Brasília, 12 nov (Lusa) - José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil do Brasil e braço direito do ex-Presidente Lula da Silva, foi hoje condenado a 10 anos e 10 meses de prisão por ser o mentor do caso de corrupção conhecido como "mensalão".

O "mensalão" era o esquema de compra de votos de parlamentares da coligação do Governo brasileiro durante a Presidência de Lula da Silva, cuja ação penal está a ser julgada há dois meses no Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta instância do Brasil.

Dirceu foi condenado por associação criminosa e por corrupção ativa, e deverá cumprir a reclusão em regime fechado, prevista no Código Penal Brasileiro para penas maiores de oito anos. O réu também terá de pagar multa de 676 mil reais (259,7 mil euros).