Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ex-líder da seita de Macau "14K" nega ter dito que deu dinheiro a governantes portugueses

Lusa

  • 333

Macau, China, 26 jul (Lusa) - O ex-líder da seita de Macau "14 K" (quilates) Wan Kuok Koi - mais conhecido por "Dente Partido" - nega ter dito que deu dinheiro a governantes portugueses, num direito de resposta a um artigo publicado pelo jornal Hoje Macau.

O Hoje Macau publicou, nas centrais de dia 18, excertos de uma entrevista de Wan Kuok Koi à Next, revista em língua chinesa de Hong Kong, escrevendo que "Dente Partido" garantiu ter dado cerca de 100 milhões de patacas (cerca de 9,5 milhões de euros) aos portugueses, utilizando declarações em discurso direto.

"O signatário nunca fez estas afirmações, naquela entrevista ou em qualquer outro lugar, e repudia veementemente" as imputações que lhe são feitas, porque "não corresponde minimamente à verdade que (...) alguma vez tenha dado dinheiro aos 'governantes lusos'" e porque "são graves e, se verdade fossem (e não são) indiciariam a eventual prática de crimes", lê-se na carta.