Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ex-chefe da administração fiscal dos EUA insiste que abusos não foram políticos

Lusa

  • 333

Washington, 18 mai (Lusa) -- O ex-chefe da administração fiscal dos Estados Unidos Steve Miller disse ao Congresso na sexta-feira que o organismo cometeu "erros tolos" ao exercer pressão sobre grupos conservadores, mas insistiu que esta ação não teve motivações políticas.

Millher demitiu-se esta semana a pedido do Presidente norte-americano, Barack Obama, na sequência de abuso de poder pela agência que levou democratas e republicanos a considerar a situação como inaceitável.

A administração fiscal norte-americana (IRS, na sigla inglesa) reconheceu na semana passada que, em 2010, funcionários sujeitaram grupos conservadores, incluindo o Tea Party, a uma maior fiscalização quando pediram para beneficiar de um regime de isenção de impostos.