Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Évora: Dificuldades financeiras dos bombeiros agudizam-se com perda de dois veículos de combate a incêndios

Lusa

  • 333

Évora, 25 jul (Lusa) -- As dificuldades financeiras dos Bombeiros de Évora agudizaram-se com a perda de dois veículos de combate a incêndios, um num despiste e outro consumido pelas chamas no Algarve, disse hoje à agência Lusa o presidente da associação.

"Ficámos diminuídos momentaneamente em termos de recursos humanos", porque "10 efetivos ficaram feridos", e, "do ponto de vista de material, perdemos dois Veículos Florestais de Combate a Incêndios (VFCI)", lamentou o presidente da associação humanitária, João Inverno.

Na semana passada, dois VFCI da corporação de Évora ficaram destruídos, um na sequência de um despiste na Estrada Nacional 370, na zona de Arraiolos, quando seguia para um incêndio, e o outro ardeu por completo durante o combate ao fogo de Tavira. A corporação, que comemora em outubro 130 anos de história, perdeu dois dos "quatro VFCI" que possuía, que eram "os mais recentes" e os que "estavam tecnologicamente mais equipados", realçou o responsável.