Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Europa com visões diferentes sobre o fim da crise da zona euro

Lusa

  • 333

Redação, 11 dez (Lusa) - Os responsáveis europeus têm visões diferentes sobre o andamento do combate à recessão, oscilando entre a Alemanha, que diz ser cedo para "levantar o alerta", e a França, que diz que a crise "ficou para trás".

Para o comissário dos Assuntos Económicos e Monetários, por outro lado, a austeridade "está a resultar". Num artigo de opinião publicado no Financial Times na segunda-feira, Olli Rehn, comissário europeu para os Assuntos Económicos e Monetários, afirmou que "há sinais de que a confiança está a regressar" à União Europeia (UE): a Irlanda voltou ao mercado de dívida, em setembro entraram, pela primeira vez desde há 15 meses, mais capitais privados em Espanha do que saíram e Itália emitiu dívida a dez anos a taxas que não eram tão baixas desde 2010, enumerou o responsável.

"Para ultrapassar a crise e recuperar a confiança, temos de continuar a remover obstáculos estruturais ao crescimento sustentável e ao emprego, continuar a consolidação orçamental de forma prudente e transformar os pensamentos em ações convincentes quando redesenharmos e reconstruirmos a nossa união económica e monetária", defendeu Olli Rehn.