Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Euro/crise: Seguro defende "diálogo" com parceiros em dificuldades e tem "pena" que Passos não faça o mesmo

Lusa

  • 333

Bruxelas, 28 set (Lusa) -- O líder do PS disse hoje em Bruxelas, após um encontro com os líderes socialistas de Espanha, Itália e Grécia, que é fundamental uma "concertação" de posições na resposta à crise, e lamentou que o primeiro-ministro não faça o mesmo.

Falando à saída de um encontro por si promovido, à margem do IX Congresso do Partido Socialista Europeu, António José Seguro explicou que a reunião envolveu "líderes socialistas de países que neste momento passam por dificuldades", tendo todos concluído que "há um limite para essa austeridade, que é a dignidade das pessoas".

"Entendemos que, depois de fazermos uma análise aprofundada do que se passa em cada um dos países, que devemos continuar com esta concertação, porque temos problemas comuns e os problemas comuns só se resolvem com respostas comuns", disse, acrescentando que, na sua opinião, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, também "devia fazer este diálogo", que classificou de "fundamental".