Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Euro/Crise: Schäuble considera "irresponsáveis" críticas de economistas a decisões da cimeira

Lusa

  • 333

Berlim, 06 jul (Lusa) - O ministro das finanças alemão, Wolfgang Schäuble, disse hoje que as críticas de um grupo de 172 economistas alemães às decisões da última cimeira europeia, em Bruxelas, "são irresponsáveis e confundem a opinião pública".

Num manifesto publicado na quinta feira, os referidos economistas alertavam, sobretudo, para os riscos financeiros que pode implicar para a Alemanha a criação de uma união bancária, se as dívidas dos bancos europeus, "que são o triplo das dívidas soberanas dos Estados da União", tiverem de ser assumidas em conjunto.

Schäuble reagiu hoje, acusando o grupo - onde sobressai o presidente do Instituto de Economia de Munique, Hans-Werner Sinn, um adversário declarado das ajudas europeias -, de "lidar de forma irresponsável" com a questão da dívida dos bancos.