Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Euro/Crise: Presidente do Tribunal de Contas diz que UE deve começar a trabalhar "já" para salvar euro

Lusa

  • 333

Funchal, 12 jun (Lusa) -- O presidente do Tribunal de Contas, Guilherme d'Oliveira Martins, disse hoje à agência Lusa que "a União Europeia não tem três meses", pelo que tem de "começar a trabalhar desde já" e "intensamente" para salvar a moeda única.

Confrontado com as declarações da diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, que afirmou numa entrevista à CNN que há que salvar o euro "em menos de três meses", Guilherme d'Oliveira Martins declarou: "Eu diria que a União Europeia não tem três meses, a União Europeia tem que começar desde já a trabalhar intensamente".

A cadeia de televisão norte-americana salientou que a afirmação de Lagarde é uma resposta à previsão do multimilionário George Soros de que a Europa tem três meses para salvar a moeda única.