Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

EUA/Eleições: Relações luso-americanas "reféns" de austeridade em Washington

Lusa

  • 333

Nova Iorque, 20 set (Lusa) - A austeridade orçamental em Washington já se reflete nas relações luso-americanas, com o negociado corte na base aérea das Lajes e nas representações diplomáticas, cenário que deverá manter-se independentemente do resultado das presidenciais de novembro.

Francisco Semião, diretor da organização luso-americana NOPA, identifica a redução da presença norte-americana nas Lajes, negociada entre os dois países desde final de fevereiro, como grande questão em aberto na agenda bilateral, a par do encerramento do Consulado de Ponta Delgada e assuntos relacionados com vistos.

"Nos últimos dois anos, tem havido uma enorme viragem para medidas de austeridade, com cortes de despesa" do Estado norte-americano, disse à agência Lusa o responsável da NOPA e gestor hospitalar.