Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

EUA: FBI investiga mais de 100 membros do Exército suspeitos de serem islamitas extremistas

Lusa

  • 333

Washington, 26 jun (Lusa) -- O FBI está a investigar mais de 100 membros do Exército norte-americano suspeitos de serem islamitas extremistas, depois do ataque levado a cabo em 2009 por um simpatizante da Al-Qaida que matou 13 pessoas numa base do Texas.

Cerca de uma dúzia dos casos são considerados "sérios" e envolvem suspeitos de planearem atentados ou de estarem em contacto com extremistas considerados perigosos, revelou na segunda-feira a rádio pública NPR.

Estas "ameaças internas" envolvem membros do Exército no ativo e na reserva, bem como civis com acesso a instalações militares.