Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

EUA: Ex-funcionários do banco UBS podem escapar a acusações se colaborarem no caso Libor

Lusa

  • 333

Washington, 09 ago (Lusa) -- As autoridades norte-americanas propuseram a ex-funcionários do banco suíço UBS isentá-los de acusações criminais se colaborarem na investigação ao caso de manipulação da taxa Libor, revelou o "Wall Street Journal".

De acordo com o mesmo diário, que cita fontes próximas da investigação, esta é uma nova estratégia dos investigadores norte-americanos para encontrarem os principais responsáveis pela operação de manipulação da Libor em que alegadamente participaram, pelo menos, 16 grandes entidades financeiras.

Entre as instituições envolvidas encontram-se o Bank of America, JPMorgan Chase, Deutsche Bank, HSBC, Lloyds, Barclays, Citibank, WestLB AG, Norinchukin Bank, Royal Bank of Scotland, UBS e Credit Suisse.