Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

EUA acusam Liberty Reserve de ser o "banco de referência do mundo criminal"

Lusa

  • 333

Washington, 28 mai (Lusa) - As autoridades federais dos Estados Unidos da América acusaram hoje a empresa Liberty Reserve de ser o "banco de referência do mundo criminal", facilitando a lavagem de seis mil milhões de dólares através de um sistema de moeda virtual.

"A única liberdade que a Liberty Reserve oferecia era a liberdade para cometer delitos, a moeda do seu reino era o anonimato e converteu-se num famoso núcleo para os que cometem fraudes, os 'hackers' [piratas informáticos] e os traficantes", afirmou o procurador de Manhattan, Preet Bharara, na conferência de imprensa de divulgação dos resultados da investigação.

Segundo os documentos judiciais, a Liberty Reserve, com sede na Costa Rica, converteu-se no "banco de referência do mundo criminal", contando com cerca de um milhão de utilizadores em todo o mundo.