Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estudo sobre o Punk em Portugal demonstra a evolução do movimento - académico

Lusa

  • 333

Porto, 19 jun (Lusa) -- O investigador britânico Andy Bennet disse à agência Lusa que o movimento Punk desenvolveu-se e que o estudo feito sobre o fenómeno em Portugal vem demonstrar o dinamismo de uma corrente de rebeldia política e irreverência cultural.

"Este projeto português é altamente original e é um dos melhores trabalhos sobre o Punk que alguma vez foi feito. Nos Estados Unidos e no Reino Unido há livros publicados, mas este tipo de investigação é diferente. Tem uma análise muito profunda e mais crítica sobre o Punk", disse à Lusa Andy Bennet, professor na Griffith University da Austrália e que participa quinta-feira no Porto no colóquio sobre o Punk em Portugal coordenado pela socióloga Paula Guerra, autora da investigação.

O termo Punk, que é usado por algumas "bandas de garagem" no início dos anos 1970, acaba por gerar um movimento de contra cultura e rebeldia nos Estados Unidos e no Reino Unido que ultrapassa a música ("Ramones", "Sex Pistols" e "Clash") tornando-se num dos fenómenos mais revolucionários da cultura ocidental das últimas décadas.